Meseiras marabaenses

Apesar de eu não estar mais em Marabá, faço parte de um grupo de Meseiras lá. As meninas arrasam  na mesa posta, mas claro que eu tenho este título só por admiração, porque atualmente nem mesa eu tenho #abafa. 
E no ultimo encontro realizado para comemorar a Pascoa e a troca de Chocolates xícaras (sabe como é né: meseira, aquele ser que não resiste a uma louça nova), foi na casa de uma das meninas, a Thays, mas devido a distancia eu não pude ir (buááááááááá) fiquei só com as fotinhas dos detalhes que a Thaís preparou para as meninas, parece que elas, já tão acostumadas a ver lindas mesas postas saíram de lá encantadas com o talento da anfitriã, aproveitem para dar uma olhadinha também:
No dia que a Fernanda, 
Pausa
É a mesma Fê que tem posts aqui no blogue - ela vai casar e se viu perdidamente apaixonada (pelo noivo! é isso também mas principalmente) por coisinhas de casa (quem nunca?) - e faz parte do mesmo grupo de meseiras, 
Fim da pausa
continuando... no dia que ela foi a primeira vez na casa da Thays, ela me disse que eu ia amar a casinha dessa nossa amiga. A Fê me conhece, pois daí eu recebo logo esta foto e sabe o que eu vejo? Esta parede cheia de pratos. Gente, como eu não poderia amar esse tipo de pessoa que pendura pratos na parede? isso é uma paixão tão antiga que nunca coloquei em prática aqui em casa... Mas deixa pra lá que o assunto é outro #essagêfalademais
E quando eu olho pra essas eu me pergunto: quanto tempo será que a pissoua passou pra aprontar gulodices e fofurices pra todas? Ela dispensou qualquer ajuda ou colaboração... Se não é amor, nem sei como chama isso...
Mas eu falei Meseira, então você quer mesmo ver a mesa não é? Taí em detalhes:
Anel de guardanapo é vício de meseira, mas como se trata de um objeto de primeira necessidade, tem que ter de vários tipos...
E eu A-POS-TO que você colocou os dois zoião nesta casquinha de ovo como marcador de lugar não acertei? Pois é, eu posso com isso?
E cada uma ainda levou a sua pra casa... (além de uma marmitinha farta - a Thais faz uma torta de pão que é de comer ajoelhado no milho e pedindo bis: a que ela fez no primeiro encontro foi de atum com geléia de pimenta biquinho, e desta vez camarão com geleia de cupuaçu - amiga você me deve esta!!!)
E um dos parzinhos de xícaras trocadas no dia...

Fiquei na vontade em todos os sentidos!


Beijocas


Ah! ia esquecendo: o perfil da Thays no instagram é @thays.lima

Meu roteiro de 3 dias em Curitiba

Tá na moda viajar e só postar sobre a viagem mais de um mês depois? Eu heim... Mas fiz provas durante estes dias então tenho uma boa desculpa...
Resolvi fazer só um post do meu roteiro de três dias em Curitiba, então me desculpem se ele ficou enorme
Dicas pela internet é o que não faltam mas a maior parte das que segui encontrei no blogue Matraqueando da Silvia, pois ela mora na cidade.

Então vamos lá:

Quarta-feira a noite: Chegamos e estávamos com muita fome, então fomos ao Restaurante Babilônia, que fica no Batel, o mesmo bairro onde estávamos hospedados e é aberto 24 horas, o cardápio é bastante diversificado e conta com opções sem glúten e lactose. Fomos para o Hotel dormir.

1º dia - Quinta-feira: Marido foi para o curso dele e eu fiquei livre pela cidade, peguei um ônibus e fui parar no Jardim Botânico que creio ser uma das atrações mais icônicas da cidade, e por tantas informações na net acho desnecessário postar as minhas aqui, mas ainda assim posso dizer que o local é de fato imperdível.
 A partir do Jardim peguei o ônibus turismo, e recomendo muito este passeio pois é uma ótima forma de visitar e conhecer as principais atrações: são mais ou menos 45 km percorridos. Normalmente se embarca da Praça Tiradentes no centro da cidade mas você pode escolher qualquer um dos outros pontos para o embarque, como eu fiz. 
A gente compra a passagem dentro do ônibus mesmo (custou R$40,00 - Criança até 05 anos não pagam) e tem direito a quatro reembarques, então é só escolher quais locais que você quer conhecer e depois disso você sobe de novo em outro ônibus da linha, eles normalmente passam de meia em meia hora. Se você não usar todos os tíquetes do passeio no mesmo dia pode usar em outro mas pra quem stá na cidade só pra conhece-la não vejo necessidade. Parece que a linha não funciona às segundas-feiras 
Os lugares que escolhi visitar foram:
- O Bosque alemão, que tem uma trilha chamada João e Maria, e aos sábados contação de história, se não quiser fazer a trilha e nem gastar um tíquete no local dá pra dar uma olhada geral e ir no banheiro pois normalmente os ônibus dão uma parada mais longa ali, mas eu acho que é um dos que vale a pena conhecer, pena que não tirei foto pois não tem muita graça ficar tirando selfie o tempo inteiro, ainda mais porque minha atenção estava toda concentrada no snapchat rsrs
Ao sair dali a próxima parada é a Ópera do Arame, outro local super indicado mas por sugestão do motorista olha o que fizemos: descemos na parada seguinte o Parque Tanguá e depois voltamos a pé (pois é descida) para a ópera do Arame, passando pela Pedreira, então conhecemos tudo gastando um tíquete só. Aliás, de todos os Parques, o Tanguá parece que é o mais bonito: tem queda d'agua e uma pequena gruta, é muito lindo lá.
Parque Tanguá

Ópera do Arame

Depois que embarcamos novamente no ônibus estávamos com tíquetes de sobra e dava pra escolher qualquer lugar que quiséssemos ir. Uma das opções era o Museu Oscar Niemeyer mas eu não desci pois queria conhecê-lo com bastante tempo, sem preocupação nenhuma de ter que ir a outro local depois, então deixei a atração para o dia seguinte e e de lá é bem pertinho do Bosque do Papa então foi outro lugar visitado sem gastar um tíquete.
Ao terminar a visita ao Ópera e por causa de toda a caminhada estávamos cansadas e famintas, ah! esqueci de dizer: fiz duas amizades no ônibus e a partir do Bosque alemão escolhemos fazer o restante de todo nosso passeio juntas. Então decidimos descer no Bairro de Santa Felicidade para almoçar. O local é especialmente agradável para quem gosta de comida italiana, e as opções de restaurante são inúmeras... Eu escolhi o Velho Madaloso restaurante que serve rodízio de massas e acompanhamento de carnes, já as meninas preferiram sanduíche e foram a uma padaria ali perto que também tinha doces de encher os olhos. De barriguinha cheia visitamos a vinícola e também a Florybal a mesma loja de chocolates de Gramado.
- O ultimo local que escolhemos pra ir foi a Torre Panorâmica que tem 109 metros de altura e de onde é possível ver a cidade em 360º, pena que meu cel descarregou e não tenho nenhuma foto legal de lá.
Subimos novamente no ônibus para ir até o ultimo ponto: a Praça Tiradentes, mas como eu já estava só a capa do Batman depois de tantas caminhadas deixei pra passear por ali em outro momento, então fui para o Hotel descansar um pouco.
A noite fomos Jantar no Hard Rock, a unica unidade brasileira da franquia fica ali em Curitiba, e é uma atração a parte! O local é ímpar, muito divertido, é tão pertinho do Hotel (clique aqui para ver minha indicação) em que estávamos que fomos a pé.

Dia 2 - Sexta-feira: Meu marido ainda tinha curso e foi o dia que escolhi para ir ao Museu e ao Bosque do Papa, como falei acima, tive algumas dificuldades de acertar o ponto certo onde pegaria o ônibus pra voltar, e ia contando tudo pelo snapchat, mas no final deu tudo certo, mas eu estava com muita dor na perna este dia ainda por causa da caminhada do dia anterior (precisei tomar um remédio) então eu aproveitei para estudar um pouco no hotel este dia e jantamos ali perto mesmo, na Outback (amo!) do Shopping Curitiba.

Dia 3 - Sábado: Marido estava livre (oba!) então fomos passear juntos, foi possível ver a Universidade Federal do Paraná (acho que a primeira Federal do Brasil) o Memorial árabe, O Mercado Central, a Rua das Flores, a Rua 24 horas, por estes pontos o ônibus turismo passa também, passeamos com bastante tranquilidade e nos entretivemos especialmente no Centro histórico...

O interior da Mesquita pode ser visitado aos domingos.

Almoçamos no Madero, e depois ainda assistimos a algumas bandas de Rock que estavam se apresentando em um evento chamado Ruído. Foi bem legal.

Domingo bem cedo era hora de voltar pra casa então não fizemos nada mas pra quem passa o dia na cidade soube que é um ótimo dia pra ir ao centro pois tem passeios de carros antigos pela cidade, e feirinhas...


Ufa que post longo!! Foram tantos lugares e tantas aventuras que sinto que passei uma semana inteira ali naquela cidade Linda!!

Mas já ansiosa pela próxima trip rsrs      

Hotel em Curitiba - Bristol Brasil 500

Semana passada marido e eu estivemos em Curitiba. Ele para um curso que faz há meses, e como seria a ultima etapa, fiquei de olho nas promoções e marquei minha passagem a fim de ir junto pois anda não conhecia a capital paranaense.
Explorei muito a cidade, andei só de ônibus, caminhei bastante mesmo, e nada como depois de um dia cansativo ter um local legal pra descansar né?
Lobby do Hotel - Foto retirada do site, corresponde à realidade
O Hotel foi escolha do marido que já tinha estado lá uma outra vez e gostou muito, apesar do local do curso ser bem distante, pois em bairro mais afastado, o hotel, pelo contrário, estava no centro da cidade, no bairro Batel, de onde eu caminhava para a parada de ônibus, ou ia para o Shopping Curitiba (basta atravessar a rua) e apesar de não ficar passeando em Shopping quando estou conhecendo uma cidade nova, é uma mão na roda quando você precisa de uma farmácia (eu no fim do primeiro dia precisei de um anti inflamatório pra conter uma dor na perna), ou quer comer algo, o Shopping Curitiba, no caso, tem uma área lateral no piso, o Largo gastronômico onde tem Outback, The Fifties, e Sorvete Freddo, e como não consigo escolher, comi nos três kkkkkk.
O Bristol está pertinho também (pertinho mesmo, fomos caminhando) do icônico Hard Rock Café, (a única unidade no Brasil) que na minha opinião precisa ser visitado por qualquer um que quiser curtir a noite curitibana...
Mas voltando a falar do Hotel, ele possui academia, sauna, piscina, sala de reuniões, e serviço de quarto mas não usei nenhum por isso não posso opinar. Já a rede Wi-fi, usei bastante, e é muito boa kkkkk.
Os quartos são bem equipados, eu mostrei o meu pelo snap onde comentei que é boa opção para quem vai com crianças, pois é espaçoso, com sala de estar com sofá, TV, mesa e duas cadeiras, aproveitei para estudar um pouquinho lá também, e marido assistiu as novelas hahaha, tem cozinha equipada com pia, frigobar, armário e microondas, o que ajuda muito esquentar uma comidinha estando só ou com a família. A sacada é pequena e a vista da minha não tinha nada demais.
Foto do site do Hotel corresponde a unidade real
No guarda-roupas tem um cofre, e o quarto tem carpete macio, além de um sistema de refrigeração, Curitiba é uma cidade fria, mas o quarto possui carpete macio, entretanto neste período estava fazendo calor e usamos a Central para dormir em duas noites, ela não é barulhenta.
No banheiro água quente e fria no chuveiro e torneira, secador de cabelos, touca de banho e aquelas miniaturas de xampu, condicionador e hidratante.
O café da manhã foi uma agradável revelação: Muitas variedades de sucos (inclusive detox), iogurtes, grãos, frutas, pães, geleias, quiches, tortas e bolos... E eles fazem na hora tapioca, omelete, e outras coisinhas, basta pedir, tanta opção que dá pra fazer uma refeição muito substanciosa e passear bastante sem se preocupar com o horário do almoço, no primeiro dia a fome chegou pra mim lá pelas 12:30H, quando eu parei pra comer, depois que já tinha visto meio mundo de coisas...
Foto do site do Hotel
Bom, foi minha primeira e única estadia na cidade até agora, mas com certeza voltaria e recomendo o Bristol 500, que tem tarifas compatíveis com os serviços oferecidos.

Um beijo e logo volto pra contar meu roteiro e minhas peripécias sozinha e de ônibus pela city!!

Ideias com Carne moída

Ulha já estou em Belém mana!!! Tá tudo muito paid'égua aqui! Claro que estou numa vida de Amélia: parece que passo metade da minha vida lavando louça, a outra metade eu dou banho em menino, aparto briga de menino, brinco de esconde -esconde, de luta e de cavalinho com menino, levo menino pra escola, e então tem a roupa pra lavar, a casa pra arrumar, e o restante de toda essas tarefas ingratas de dona de casa; muito ingrata sim, porque você deixa tudo prontinho em um momento, e no outro tá tudo de perna por ar outra vez!!! 
Mas vou curtindo este momento como uma forma de tomar conta da minha família, e é aqui que isto tem que se tornar útil de alguma maneira pra vocês que lêem este blogue.
Sábado fomos ao Supermercado, ao açougue e a feira, e constatei que comida em Belém tá muito caro!!! Mas isto não vem ao caso agora. Quando cheguei em casa fui correr pra preparar o almoço, organizar as compras e deixar algo adiantado pro futuro... a verdade é que o que eu pensava que ia durar umas duas horas, durou a tarde inteira, quando a noite chegou eu estava só a capa do Batman.
Mas a vantagem é que deu pra fazer muuuuuuita coisa, e algumas destas dizem respeito à carne moída que é o assunto de hoje, e quero compartilhar com vocês, eu sei que certas coisas a gente está careca de saber, mas não faz e quando vê outra pessoa fazendo a gente acha que é uma super ideia e que a gente tem que começar a colocar em prática, ou será que isso só acontece comigo? Mas pode ser que algo seja útil pra você aqui hoje...
 Então... Antes de tudo, não gosto muito de comprar carne moída naquelas bandeijinhas de Super mercado, gosto de pedir pra moer na hora, primeiro que você escolhe a carne, tanto da qualidade quanto do tipo mesmo: quando a gente vai preparar um hambúrguer, por exemplo, a mistura de carnes (chamada blend) é muito importante pra ele se tornar mais saboroso, um hambúrguer legal tem que ter um certo percentual de gordura (mas isso é assunto pra um post inteiro...) e segundo, bom já nem me lembro o segundo motivo, mas deve haver sim.
Compro bastante carne moída, é bem verdade que moída a carne tem muito mais chance de estragar que a peça inteira, e o ideal seria comprar carne fresca sempre, mas pra mim ideal mesmo é algo que seja prático, não tenho tempo e nem saco pra estar no açougue quase todo dia, então é aí que entra nosso amigo, o santo congelador.
Mas não me limito a separar a carne em potinhos e congelar pois isso não seria uma grande vantagem, vantagem sim é você ter uma receita prontinha no congelador. E quais são as opções? Bom vou dizer o que sempre faço mas vocês fiquem a vontade para me dizer como fazem e dar mais sugestões.
A primeira coisa que faço é Kibe pra assar, deixo prontinho na travessa, já recheado, embrulho com papel filme e voilá: congelador! Eu faço kibe de diversas formas, tem a receita dele aqui no blogue que usa requeijão cremoso, mas também já fiz com cream cheese e já usei outros temperos diferentes.
ideias com carne moída

- Outra receitinha que vai parar no congelador são as almôndegas: essas bolinhas de carne podem ser fritas, cozidas, servidas com macarrão... uma infinidade de formas...

- Mais uma que uso sempre é fritar a carne moída pra rechear pasteis, dessas massas que a gente compra pronta mesmo porque não sei fazer outra, eu congelo e um belo dia sirvo em um lanchinho... (sobre isto outro dia até mostrei no snapchat minha leseira: recheei os pasteis com carne crua, claro que só me toquei do erro depois que fritei os pastéis né kkkkk)

- Também deixo pronto molho bolonhesa, e bastante porque meus meninos adoram comer com pão, e eu com macarrão, e além do mais o meu molho é delicioso kkkkk. O molho bolonhesa pode ser congelado por até seis meses, mas garanto que comemos bem antes disso...

- Como falei acima, também tem o hambúrguer, mas não gosto de usar a mesma carne que uso pra outras coisas, de qualquer forma, dá pra separar com filme plastico e congelar pra uma noite divertida em casa...

E entre as coisas que gosto de fazer mas que nunca experimentei congelar, várias tem receita aqui no blogue:



Tem essas duas, cuja opção de recheio você pode variar usando a sugerida no post ou carne moída:




Sem contar que carne moída também serve para escondidinho, para fazer batatas recheadas, para variar o arroz (conhece arroz de panela de pressão?), para fazer à Jardineira (com cubos de batata frita)... Realmente é uma carne bem versátil né?
Quais suas preferidas?

Depois volto contando outras coisinhas que faço para adiantar minhas receitinhas e demais tarefas do lar... agora preciso ir ali dar uma conferida nos preços das lavadoras de louça... 

Beijocas

Gosta da Natura? Sou uma consultora on line

Gosta da Natura? Sou uma consultora on line
Você pode comprar Natura na minha lojinha virtual, Quer desconto Só pedir!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

receba nossas atualizações do facebook, curta nossa página clicando no botão

Powered By | Blog Gadgets Via Blogger Widgets

Categorias

Visualizações

Arquivo